Resgate no Mar #DL 2013

Título Original: Rescue Ferrets at Sea
Autor: Richard Bach
Editora: Arx
Páginas: 156
Lançamento: 2002

Posso afirmar que cresci ouvindo as histórias de Richard Bach e, apesar de na época não conseguir compreender a profunda filosofia que existia por trás de cada uma dessas aventuras, sempre foram histórias muito agradáveis de se ouvir e capazes de despertar a imaginação de qualquer criança. Hoje, não tenho dúvidas que também meus filhos crescerão ouvindo o que esse grande escritor tem para nos contar.

Bach é um escritor estadunidense que foi piloto da Força Aérea e isso muito influenciou em suas obras, pois a presença do voo é constante. O diferencial aqui está em que tipo de voo é esse que estamos falando, pois a obra de Bach é uma obra para o espírito. Se o seu plano for ler uma história de ficção sem nenhuma grande reflexão filosófica e espiritual por trás, pode esquecer Bach e procurar outro livro para ler. Nas palavras do próprio autor, “voar é minha religião, é a maneira que tenho de descobrir a verdade”. Pessoalmente, essa ideia muito me agrada e sou convicta de que Bach é um homem iluminado, com muitos ensinamentos a dar e cada um de seus livros é uma oportunidade de crescimento pessoal.

Contextualizações à parte, Resgate no Mar  não é nenhum Fernão Capelo Gaivota,  mas com certeza também tem seu mérito. O livro conta a história de Betina Furão, uma jovem determinada a fazer parte da equipe de furões de Resgate Marítimo, uma profissão que exige um trabalho árduo e incessante. A personagem é retratada repleta de características nobres, um ser que genuinamente só deseja fazer uma coisa na vida: salvar outras vidas.  Após uma enorme e inesperada tempestade, Betina Furão se envolve num incidente terrível ao tentar salvar a vida de dezenas de animais de um naufrágio. Durante esse incidente, Betina e sua amiga Kátia Furão têm uma experiência singular de “quase-morte”. É uma história mais voltada para o público infantil e não possui tantos elementos filosóficos e com múltiplos significados como em suas outras obras, mas cada um dos animais descritos em Resgate no Mar  ilustram alguma virtude.

Após terminar o livro, descobri que ele faz parte de uma coleção de crônicas chamada “The Ferret Chronicles”, mas infelizmente Resgate no Mar  foi a única que ganhou tradução no Brasil. Acredito que nesse caso específico a leitura de apenas uma parte dessa coleção tenha prejudicado o meu entendimento do que o escritor quis mostrar e provavelmente eu tive uma visão limitada do todo. Talvez por esse mesmo motivo eu tenha sentido bastante falta de uma escrita mais profunda e mais metafórica como já é esperado de Bach e não recomendo esse livro como primeira leitura do escritor. Para aqueles que já leram e já admiram Bach, o livro só tem a acrescentar.

Sem mais delongas,

Nota: 2/5

Anúncios

Um pensamento sobre “Resgate no Mar #DL 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s